Cine Ipiranga em processo de desapropriação

Por Antonio Ricardo Soriano

O cine Ipiranga está em processo de desapropriação pela Prefeitura de São Paulo. A ideia de utilização deste espaço pela Prefeitura é de manter a sua função original, isto é, UM GRANDIOSO E HISTÓRICO CINEMA DE RUA.

O cine Ipiranga pertence à Imobiliária Savoy e suas dependências estão bem conservadas, logicamente, necessitando de um minucioso processo de restauro, para devolver as características originais do projeto de Rino Levi (cines UFA-Palacio e Universo).

2013
















Breve histórico do cine Ipiranga:

O cine Ipiranga e o hotel Excelsior, que funcionavam no mesmo edifício - na Avenida Ipiranga, 786 (centro) - foram projetados, em 1941, por Rino Levi. O hotel tinha cerca de 200 apartamentos. Dada a grande lotação proposta para o cinema (1936 lugares), a solução encontrada foi localizá-lo em nível superior à rua, ficando no andar térreo, apenas as entradas e as salas de espera. É obvio que essa condição levou a um minucioso estudo da circulação do público e, consequentemente, a um engenhoso esquema de escadarias que atendesse de maneira plenamente satisfatória a uma grande massa de expectadores.

Um detalhe curioso, resultante desses estudos, refere-se à iluminação dos acessos: o acesso à sala era feito através de escadas e corredores de luminosidade decrescente. Desta forma, quando o público atingisse a sala, já estava adaptado à luminosidade da projeção. Durante a saída, o processo era inverso. Mais uma vez, os estudos de acústica da sala foram realizados pelo próprio arquiteto, usando em seus cálculos, apenas o volume da sala e alguns materiais absorventes. O cinema foi inaugurado, em 07/04/1943, pela Empresa Cinematográfica Serrador Ltda., com o filme “Seis Destinos”, com Rita Hayworth, Ginger Rogers e Henry Fonda.

A partir de 1978, duas salas: 1 e 2. O balcão do meio foi fechado e o superior virou a sala 2, que foi inaugurada em 04/07/1978, com o filme "O Fusca Enamorado". O cinema fechou em 10/02/2005.
Os espaços internos do cine Ipiranga foram tombados, em 06/10/2009, pelo Conpresp. Leia a resolução. O Condephaat autorizou o tombamento em 25/10/2010.
Veja como o Ipiranga era bonito, no ano de sua inauguração:







Para maiores informações sobre este cinema (Clique aqui e aqui).
Fontes de pesquisa:
Texto e fotos da Revista "Acrópole: arquitetura, urbanismo e decoração" (1943) com inclusões e opiniões de Antonio Ricardo Soriano. 
Livro “Rino Levi” - Edizione Di Comunità - Milano Itália - 1974
Artigo "Cinemas fora da casca", de Jotabê Medeiros - Jornal "O Estado de S. Paulo" (14/04/2013)
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.
ACESSE O BANCO DE DADOS


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.