O cine Ipiranga e a Mostra de Cinema de 2004

Em 2004, Leon Cakoff e Renata de Almeida, diretores da Mostra BR de Cinema, realizaram a cerimônia de abertura do evento no cine Ipiranga, uma das mais tradicionais salas da cidade (de 1943), perto da esquina imortalizada pela música “Sampa” (Rua Ipiranga e Avenida São João).

Com mais de 1000 lugares, o Ipiranga é uma das maiores salas de São Paulo. Segundo Cakoff, a decisão de abrir a Mostra no espaço foi um “manifesto”, com o objetivo de chamar a atenção das pessoas que tomam decisões para um cinema histórico e, assim, “mostrar a importância da preservação do parque cinematográfico da cidade”.
Mesmo em estado de abandono*, a sala recebeu um belo tratamento de iluminação e de decoração para receber os convidados da noite (quinta-feira, dia 21 de outubro), que assistiram ao filme de Wim Wenders, “Terra da Fartura”. Estava nos planos de Cakoff, a integração definitiva do Ipiranga ao circuito de cinemas de arte de São Paulo e da Mostra. Mas faltavam ainda condições para sua devida recuperação. A Mostra, também, incorporou à sua grade de programação outra antiga sala de rua, o cine Olido, que havia sido, recentemente, reformada.

Hector Babenco e Arnaldo Jabor marcaram presença na abertura da 28ª Mostra BR de Cinema. Babenco elogiou o talento de Leon Cakoff, para descobrir novos cineastas e novas cinematografias (a marca registrada da Mostra), enquanto Jabor adorou “Terra da Fartura”.
Texto do site Filme B, de 25/10/2004.
* O cine Ipiranga fechou 10/02/2005.
Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.
ACESSE O BANCO DE DADOS


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.